segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Começa o Fórum Social Mundial 2011 em Dacar

            Josué de Souza

            A 11ª edição do Fórum Social Mundial foi aberta neste domingo (6) em Dacar, capital do Senegal, com a agenda de debates renovada pelos protestos pró-democracia no Norte da África e no Oriente Médio.
            Nestes dez anos o Fórum Social Mundial tornou-se o mais importante encontro de seres humanos engajados em discutir as conseqüências das relações humanas versus econômicas do planeta.
            No ano de 2003, tive a oportunidade de participar do Fórum Social Mundial em Porto Alegre/RS. Surpreendi-me primeiramente com o grande número de atividades ocorrendo ao mesmo tempo e todas de forma autogestionadas.
            Sem dúvida, desde então, o mundo mudou, o Fórum Social Mundial mudou. Em boa medida, para melhor. Se na época do nascimento do Fórum Social Mundial as idéias do neoliberalismo imperavam, os movimentos sociais estavam em baixa no mundo todo e na América Latina, a maioria dos chefes de Estado professavam a fé no deus mercado. Hoje, nos encontramos em um outro cenário.
            Avanços sociais e democráticos se concretizaram abaixo da linha do Equador. Os governos do mundo todo olham para cá em busca de modelos e ações que sirvam de inspiração, invertendo a lógica que imperou durante todo o século XX. Sem dúvida, isso se deve, em boa parte, ao processo do Fórum Social Mundial, que permitiu ao mundo descobrir a originalidade e a criatividade do campo progressista da América do Sul.
            Sendo assim, acredito que é possível construir um outro mundo, mais justo e solidário, que seja centrado no ser humano. Abaixo vídeo da marcha de abertura do FSM 2011 em Dacar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário